top of page

Informação Completa

É necessário o poder público dar atenção as feiras populares

Por: Vereadora Professora Silvia Leticia/PSOL/Belém-PA


Você sabia que as feiras livres são de extrema importância para a população? Além de serem um local de comércio de alimentos frescos e de qualidade, as feiras livres também promovem a economia local, geram empregos e fortalecem a agricultura familiar. Além disso, as feiras livres são um espaço de convivência e interação social, onde as pessoas podem trocar experiências, conhecer novos produtos e se manter informadas sobre questões alimentares. Portanto, é importante valorizar as feiras livres da nossa cidade, prestigiando os feirantes e contribuindo para o desenvolvimento sustentável da nossa comunidade.

Apesar de serem espaços tradicionais e importantes para a população, as feiras livres enfrentam uma série de problemas que têm impactado negativamente a vida dos feirantes e dos consumidores.

Em primeiro lugar, a falta de infraestrutura adequada é um dos principais problemas. Muitas feiras não contam com banheiros públicos, iluminação adequada e estrutura para acondicionamento dos alimentos, o que coloca em risco a saúde dos consumidores e dos feirantes.

A Falta de uma coleta de lixo adequada permite a proliferação de ratos e também de animais peçonhentos.

Outro ponto crítico é a questão da segurança. Muitas feiras são alvos de assaltos e furtos, o que tem gerado insegurança tanto para os feirantes quanto para os consumidores.


Como Vereadora tenho visitado várias feiras de nossa cidade e são muitas as reclamações dos feirantes e da população. Em algumas a situação é alarmante e exigem uma ação urgente por parte das autoridades. É fundamental que sejam implementadas políticas públicas que visem a melhoria da infraestrutura, a garantia da segurança dos feirantes e também dos consumidores.

Essa é a situação da feira do Guamá que está funcionando no meio da rua, da feira da Pedreira, ambas em obras que nunca terminam, ou mesmo a situação da feira do Barreiro, da Sacramenta, da Condor, Cremação e das feiras da Marambaia.


Para ajudar e começar a resolver essa situação nosso Mandato Coletivo na Câmara dos Vereadores apresentou a EMENDA Nº 148 para ACRESCENTA NA LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL RECURSOS PARA A CONCLUSÃO DA REFORMA DA FEIRA DA PEDREIRA e a EMENDA Nº 150 RECURSOS PARA A CONCLUSÃO DA REFORMA DA FEIRA DO GUAMÁ que infelizmente por orientação do Gabinete da Prefeitura foram rejeitadas, prejudicando dessa forma, não somente os feirantes como também à população.
Obra na Feira do Guamá (Reprodução) - O Liberal 30.09.23

É preciso que todas e todos, os feirantes se unam para buscar soluções junto as autoridades do município para esses problemas, visando garantir que as feiras livres continuem desempenhando o seu papel fundamental na oferta de alimentos frescos, na geração de emprego e no fortalecimento da economia local.


As feiras livres são patrimônio cultural e econômico da cidade de Belém e merecem ser valorizadas e respeitadas. Juntos, podemos fazer a diferença e garantir um futuro melhor para as feiras livres e para toda a comunidade.


E-mail: contato@professorasilvialeticia.com

WhatsApp (91) 98191-8280


PARTICIPE DA CAMPANHA





CLIQUE NO LINK E PARTICIPE: https://bit.ly/3NvPIGC


62 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page